Generic selectors
Resultados que batem 100%
Buscar no título
Buscar no conteúdo
Buscar nos posts
Buscar nas páginas

Redação IBEGESP

07 maio 2019

Nenhum comentário

Casa Artigo

3 Benefícios da Orientação Dirigida

3 Benefícios da Orientação Dirigida

Mudanças de cenário são constantes no ambiente de trabalho. Do mesmo modo, a interação entre diferentes gerações pode parecer difícil quando não há equilíbrio entre experiência e “novidade”. É pensando nestes desafios existe um Programa de Orientação Dirigida. Este programa é direcionado quem busca, para além do autoconhecimento, as ferramentas necessárias para melhorar sua rotina de trabalho e sua relação com o serviço público.

 

Mas afinal, o que uma Orientação Dirigida poderia fazer por você?

  • 1)Prover Autoconhecimento 
  • 2)Apresentar Possibilidades de Ação
  • 3)Aliar o Contexto Social ao Cenário Pessoal

 

Muitas pessoas podem se sentir estagnadas, desconfortáveis ou com a sensação de que algo precisa mudar no ambiente de trabalho. Uma Orientação Dirigida permite que você se conheça melhor e entenda o porquê destas sensações.

 

Quais são seus pontos fortes e seus pontos fracos? Quais limites e metas você precisa estabelecer? Como você pode aliar sua experiência às novidades do contexto atual? Como manter de forma saudável demandas pessoais e trabalhistas? Quais ferramentas são necessárias para você realizar o seu serviço da melhor maneira possível? Estas são algumas indagações que te ajudam a se conhecer melhor e a aliar otimização, saúde mental e valorização dos seus pontos fortes.

 

Uma Orientação Dirigida não produz apenas conhecimentos sobre o profissional enquanto indivíduo, mas, especialmente, sobre novas possibilidades de ação que envolvam um cargo e uma função. Buscando dotar o profissional de clareza e novas perspectivas, uma Orientação Dirigida apresenta os métodos e caminhos capazes de trazer proatividade e eficiência às demandas diárias dos servidores que prestam determinado serviço.

 

Uma série de fatores precisam estar alinhados para que os profissionais se sintam satisfeitos com o serviço que apresentam. Se sentir defasado, ser de uma geração que não é a mesma que a dos colegas, ter vindo de um diferente cenário de trabalho e muitos outros fatores podem afetar a autoestima e eficiência de um profissional. É por isso que a Orientação Dirigida apresenta como respeitar e integrar diferentes profissionais com variadas habilidades. Busca-se, justamente, olhar mais atentamente para o que cada um possui de melhor ou precisa aprimorar.

 

Agora que você já sabe o que uma Orientação Dirigida pode fazer por você, reflita:

  • Será que estou explorando da melhor maneira possível meus pontos fortes?
  • Será que sei quais são os pontos que preciso aprimorar?

 

Nenhum profissional precisa ou tem como chegar a estas respostas totalmente sozinho. E é por isso que o Programa de Orientação Dirigida do IBEGESP existe. Não deixe de conferir!

 

Fonte: Redação IBEGESP