Redação IBEGESP

22 maio 2019

Casa Notícias

Encontro sobre Inteligência Artificial ocorrido ontem reuniu membros do Governo, da Academia e do Setor Privado

Encontro sobre Inteligência Artificial ocorrido ontem reuniu membros do Governo, da Academia e do Setor Privado

Entenda o que foi discutido no Seminário sobre Inteligência Artificial e Transformação Digital

 

No Seminário sobre Inteligência Artificial e Transformação Digital, realizado ontem (21/05) em Brasília, membros do Governo, da Academia e do Setor Privado discutiram os impactos causados pela implementação de tecnologias baseadas na Inteligência Artificial.  Uma parcela dos participantes do Seminário afirmou que há necessidade de expansão do uso destas tecnologias. Neste cenário, em que a Inteligência Artificial aparece como uma realidade já estabelecida, restaria – na opinião de alguns participantes – estabelecer seus limites éticos e debater sobre seus possíveis benefícios.

 

A discussão também abarcou os impactos que a Inteligência Artificial poderia causar para a Gestão Pública. Vale lembrar que a digitalização de serviços é uma realidade cada vez maior na Administração Governamental brasileira. Alguns exemplos disto são a nova carteira digital de habilitação (que permite o uso de reconhecimento facial e biométrico) e o método utilizado pelo Sistema Nacional de Emprego (SINE), capaz de cruzar dados de oportunidades empregatícias e pessoas desempregadas. Neste sentido, o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, afirmou defender o fomento de tecnologias do tipo.

 

O tema, que tem sido cada vez mais discutido pela sociedade, gera diferentes opiniões, uma vez que a Inteligência Artificial poderia causar substituição da mão de obra humana. Em um debate voltado à questão do desemprego, se poderia pensar tanto em quantas vagas seriam geradas pela expansão destas tecnologias quanto no número de funções que se tornariam obsoletas por conta desta expansão. No caso da Administração Pública, é possível refletir sobre quais processos poderiam ser otimizados e trazer mais dinamismo e autonomia ao dia a dia do servidor.

 

O que você, gestor(a) da Administração Pública brasileira, acha sobre a expansão do uso da Inteligência Artificial? Não deixe de comentar!

 

 

Fonte: Redação IBEGESP

Fonte Complementar: Ministério da Economia