Generic selectors
Resultados que batem 100%
Buscar no título
Buscar no conteúdo
Buscar nos posts
Buscar nas páginas

Redação IBEGESP

10 julho 2019

Nenhum comentário

Casa Notícias

Foi publicado o decreto que trata do Plano Nacional de Internet das Coisas

Foi publicado o decreto que trata do Plano Nacional de Internet das Coisas

Entenda o Decreto estipulado pelo Governo Federal e o conceito de Internet das Coisas

 

De uns tempos para cá, a expressão Internet das Coisas passou a ser muito utilizada. Sua sigla em inglês, IoT (Internet of Things), aparece com frequência em discussões sobre a modernização da Gestão Pública brasileira. Seu significado, no entanto, ainda é pouco conhecido pela maioria dos gestores. Para esclarecer o assunto, o IBEGESP apresenta este texto.

 

Internet das Coisas se refere, basicamente, à interconexão digital entre diferentes tipos de aparelhos. O mecanismo permite que diversos objetos possuam e transmitam dados cibernéticos. Um exemplo comumente conectado à Internet das Coisas, é o das casas inteligentes, em que a temperatura do ar condicionado, do fogão e até mesmo do chuveiro pode ser controlada de forma virtual.

 

Mas o que isso tem a ver com a Administração Pública brasileira? Tudo! O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC) em conjunto com o Ministério da Economia e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criaram um Plano Nacional de Internet das Coisas. O Plano, estipulado em um decreto (nº 9.854/2019), prevê uma série de mudanças tecnológicas ao cotidiano da Administração Pública. Segundo os criadores da iniciativa, serão priorizadas soluções tecnológicas para ambientes de saúde, cidades e para o meio rural.

 

O decreto do fim do mês passado estipulou, ainda, a criação da Câmara de Gestão e Acompanhamento do Desenvolvimento de Sistemas de Comunicação Máquina a Máquina e Internet das Coisas. O órgão de assessoramento será responsável por acompanhar o Plano Nacional de Internet das Coisas, para além de estimular o uso de IoT.

 

A inserção de tecnologias inovadoras é cada vez mais frequente na Gestão Pública brasileira. A implementação de Internet das Coisas reforçará ainda mais isso. Fique de olho!

 

Fonte: Redação IBEGESP

Fonte complementar: MCTIC