Casa

Pesquisa

Pesquisa

Conheça o NESAP, periódico científico de publicação semestral

CRIAÇÃO DO NESAP

 

discrepância entre legislação e prática é um dos objetos de estudo mais frequentes no âmbito científico brasileiro. Detendo-se sobre ele, estudiosos buscam compreender os motivos de direitos garantidos legalmente não serem acessíveis. O Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública, ao produzir conteúdo para as diversas esferas da Administração Pública nos últimos sete anos, pôde aprofundar-se em tal problemática. Para além disso, tornou-se especialista em um tema pouco debatido, mas com grande importância: o perfil do servidor. Por este motivo, busca aliar a experiência de seu corpo docente à produção de conhecimentos acadêmicos e produzir um periódico sobre a realidade dos serviços públicos e a composição social de seus prestadores. Para realizar esta tarefa criou, em 2019, o NESAP: Núcleo de Estudos do Servidor e da Administração Pública.

Documentação exigida para publicação

1) Pré-aprovação

• Artigo;

• Currículo lattes atualizado;

• Diploma de Especialista, Mestre(a), Doutor(a) ou Pós-doutor(a);

• Currículo resumido (no máximo 400 caracteres).

2) Pós-aprovação

• Carta de Aceite da Publicação com Assinatura. 

QUEM SOMOS

A equipe do Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública compõe o corpo editorial do NESAP. As produções do Núcleo são realizadas por profissionais que possuem pós-doutorado, doutorado, mestrado ou especialização em áreas relevantes aos projetos da Administração Pública brasileira. Tais pesquisadores fazem parte de um grupo caracterizado por aliar teoria e prática, bem como pelo empenho em formular um conteúdo científico interdisciplinar e acessível a diferentes públicos.

LINHAS DE ESTUDO

1) Perfil e Experiência do Servidor

O Centro de Pesquisa sobre o Perfil e a Experiência do Servidor busca reunir pesquisas que mapeiem a composição social da Administração Pública brasileira. A análise permite um rastreamento quantitativo e qualitativo da força de trabalho que forma a Gestão Pública, para além do estudo das práticas trabalhistas dos servidores. As pesquisas que formam este Centro de Estudos permitem a consolidação de indicadores sobre o perfil do servidor e possíveis medidas para a otimização dos serviços públicos e das condições de trabalho de seus prestadores.

O IBEGESP fomenta esta vertente teórica por acreditar que os conhecimentos científicos permitem a melhoria da Administração Pública, bem como o rompimento dos estereótipos que a rondam. Objetiva-se, deste modo, divulgar estudos e pesquisas que apontem práticas capazes de melhorar os fluxos e processos dos serviços públicos, bem como as condições de trabalho dos servidores.

2) Acessibilidade a Serviços Públicos

O Centro de Pesquisa sobre Acessibilidade a Serviços Públicos busca mapear se direitos e serviços  variados são acessíveis à população. Para tal, foca tanto na experiência do usuário final de serviços públicos quanto na distribuição geográfica e social da prestação de serviços. As pesquisas realizadas em torno desta temática visam à consolidação de dados que evidenciem possíveis disparidades sociais e situações críticas no que concerne ao acesso universal a direitos e serviços públicos. Para além disso, destrincha-se possíveis continuidades e descontinuidades históricas que marcam a Gestão Pública. Neste sentido, foca-se, em especial, na análise de políticas públicas e demandas em torno de programas sociais.

O IBEGESP fomenta esta vertente teórica por acreditar que é essencial o destrinchamento sobre os significados, entendimentos e formas de prestação dos serviços públicos. Objetiva-se, deste modo, divulgar pesquisas e estudos que aprofundem o entendimento e debate em torno do que é um serviço público.

REGRAS PARA PUBLICAÇÃO

 

•O artigo deve, obrigatoriamente, abarcar a temática das linhas de pesquisa do NESAP;

•A autora ou autor deve ter, obrigatoriamente, pelo menos um dos títulos listados a seguir: a) Especialista; b) Mestre(a); c) Doutor(a); d) Pós-doutor(a).

•Uma banca de pareceristas com composição mínima de dois pesquisadores analisará o material produzido. A aprovação do artigo dependerá dos pré-requisitos listados a seguir: a) Adequação temática às linhas de pesquisa do NESAP; b) Adequação às normas da ABNT; c) Domínio ortográfico e gramatical; d) Tamanho máximo de 25 laudas.
•Os artigos enviados devem conter as devidas referências bibliográficas e adequação aos preceitos científicos

•O candidato será informado sobre o resultado no prazo máximo de 30 dias após a data final de submissão.

•Toda a documentação solicitada deve ser anexada em conjunto com o artigo e enviada para o e-mail nesap.pesquisa@ibegesp.org.br. A Comissão de Avaliação do NESAP entrará em contato.

•Os artigos não precisam ser exclusivos.