Redação IBEGESP

14 junho 2019

Casa Notícias

Parecer prévio pela aprovação das contas da presidência foi emitido pelo TCU

Parecer prévio pela aprovação das contas da presidência foi emitido pelo TCU

Parecer aponta 8 ressalvas, 5 alertas, 26 recomendações e 10 distorções

 

O Tribunal de Contas da União apresentou nesta semana um parecer prévio de aprovação das contas presidenciais referentes ao ano de 2018, em que o presidente da República era Michel Temer. O parecer de aprovação do TCU, no entanto, apresentou oito ressalvas, cinco alertas, vinte e seis recomendações e dez distorções.

 

Algumas informações, todavia, ainda não foram auditadas: 23% dos ativos da União, 43% das variações patrimoniais e 37% das receitas orçamentárias. Vale salientar que o parecer prévio de aprovação diz respeito unicamente ao conteúdo que já foi analisado.

 

É importante a análise do parecer sobre estas contas, tendo em vista as limitações que a equipe de auditoria enfrentou para acessar os dados fiscais que são geridos pela Secretaria da Receita Federal. No ano de 2018, o TCU já havia apontado obstrução para o acesso de determinados dados. Em relação ao parecer deste ano, no entanto, afirmou-se que a regra de ouro foi cumprida. Vale lembrar que tal regra indica o não endividamento com despesas cotidianas e operacionais.  O TCU ainda apontou que em 2018 houve o maior déficit previdenciário dos últimos dez anos. Para além disso, as intervenções federais ocorridas no ano passado custaram aproximadamente R$ 1,4 bilhões de reais.

 

A análise das contas do presidente da República que é realizada anualmente pelo TCU é importante e deve ser analisada pelos gestores públicos brasileiros. Não deixe de conferir!

 

 

Fonte: Redação IBEGESP

Fonte Complementar: TCU