Teletrabalho na pandemia e o aumento da produtividade

Redação IBEGESP

05 outubro 2020

Nenhum comentário

Casa Notícias

Teletrabalho na pandemia e o aumento da produtividade

Teletrabalho na pandemia e o aumento da produtividade

Segundo DataSenado, 41% dos entrevistados afirmam seu rendimento laboral melhorou

 

­

Entre os dias 11 e 18 de setembro o DataSenado realizou uma pesquisa nacional sobre o teletrabalho, a qual apontou resultados importantes, que são debatidos frequentemente desde o início da pandemia da Covid-19: após entrevistar 5 mil brasileiros, a pesquisa constatou que cerca de 21 milhões de cidadãos já trabalharam ou trabalham atualmente de forma remota, sendo que 2/3 dos respondentes afirmaram que a adesão à referida modalidade de trabalho se deu por conta da pandemia.
­
Os dados consolidados pelo DataSenado também apontam para a constatação do aumento da produtividade durante o período: para 41%, o próprio rendimento laboral melhorou, enquanto que para 37% dos entrevistados houve, consequentemente, um aumento da produtividade da empresa. Para além disso, a pesquisa constatou algumas dificuldades com relação ao teletrabalho. Seguem algumas delas:
  • 22% alegaram a falta de internet de qualidade;
  • 20% apontou a dificuldade de conciliar o trabalho com as tarefas domésticas;
  • 57% dos entrevistados usavam os próprios equipamentos no teletrabalho;
  • 68% não recebeu auxílio da empresa para ter os equipamentos necessários ao trabalho.
­
Em contrapartida às dificuldades acima expostas, os entrevistados também apontaram algumas vantagens do novo formato de trabalho, tais como:
  • Horário flexível (28%);
  • Não deslocamento até o trabalho (24%);
  • Aumento do nível de bem-estar pessoal (49%).
­
Conscientes das questões atinentes à adoção do teletrabalho durante a pandemia, nós da Redação IBEGESP temos preparado conteúdos especiais sobre o assunto: clicando aqui, você poderá acessar uma matéria com 5 dicas sobre home office, produtividade e saúde mental. Neste artigo exclusivo, você também poderá conferir dicas sobre como viabilizar o home office. Confira agora!!
­
Fonte: Redação IBEGESP
Fonte Complementar: Senado Notícias